Evangelho do Reino de Jesus Cristo

"E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim." Mt 24:14

P 1 – O Evangelho do Reino… Qual é a Boa Nova?


A Boa Nova trazida por João Batista – “a Voz do que clama no deserto” -, e em seguida concretizada pelo Senhor Jesus após o seu batismo com João é:
“Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.”

Simples assim, mas de um significado profundo e único é a mensagem prometida por Deus, tanto esperada por todos os profetas e pelo povo de Israel. Revelada então no Cristo vindo, em Jesus de Nazaré.

O seu Reino é chegado! No entanto, muitos dos líderes religiosos e estudiosos da época – como os fariseus, os escribas… – não enxergaram a profundidade dessa promessa e, muito menos, a sua realização naqueles dias, cumprimento da maior Profecia dada por Deus. Sabemos pois que isto era previsto por Deus, a cegueira pela arrogância e desconcerto diante do Dia do Senhor (Lc 9:22; Jr 6:10). Mas, aos quebrantados e humildes de espírito a profecia foi cumprida.

Após isso, nunca mais tivemos na Igreja o mesmo brilho da Igreja dos primeiros tempos. Além do que, culturas e costumes de homem ralearam “o Licor”, a doçura verdadeira do Evangelho. No entanto, mesmo sob esta condição, para os tempos da volta de Jesus Cristo existe a promessa de uma Igreja com as melhores premissas, adornada com as mais lindas vestes, lavadas e alvejadas em uma tribulação da qual nunca existiu e nem existirá depois dela.

Diante desta grande diferença, do que hoje é para o que deve ser segundo as Escrituras, uma enorme transformação é apontada, e o que desencadeará essa transformação: a manifestação do Verbo, do Evangelho Eterno como nunca. Desta espada será separada as intenções do coração e liberada a legalidade tanto para a manifestação das premissas do Senhor na Terra quanto para manifestação do mal tal como nunca houve antes. Pois assim está escrito:
“Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é juiz dos pensamentos e intenções do coração.” (Hebreus 4:12)

E também em outra parte é dito pelo Senhor:

Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas. 47 E, se alguém ouvir as minhas palavras e não crer, eu não o julgo, porque eu vim não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. 48 Quem me rejeitar a mim e não receber as minhas palavras já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia.” (João 12:46)

E outra vez: :

“Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a congregação e a si mesmo se entregou por ela, 26 para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, 27 para a apresentar a si mesmo congregação gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.” (Efésios 5:25-27)

Ou seja, A Palavra, pelo Evangelho Eterno, é a chave da culminação dos últimos tempos. E no seu princípio mais primordial, mais simples, é que tudo se inicia.
Qual é a “Boa Nova” Eterna? Qual a sua altura, sua largura e sua profundidade?

…continua – clique aqui Parte 2

Por Alan D Z Maia – almzm@hotmail.com


Anúncios

Sobre Alan De Zoppa Maia

Missionário e servo de Jesus Cristo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 21 de outubro de 2008 por em Exortações e marcado , , .

Navegação

Mensajes en Castellano:

Junte-se a 1.816 outros seguidores

google-site-verification: googled8bd3413ab582730.html

  • 144,580 Visitas

Nossas Páginas

%d blogueiros gostam disto: