Evangelho do Reino de Jesus Cristo

"E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim." Mt 24:14

Jesus Cristo, excelência e plenitude sobre tudo

.

“Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.”

João 1:3

Todas as coisas foram feitas pelo Filho de Deus e, de tudo o que foi feito, sem Ele, não mais será.

Quer dizer:  não se fará para Eternidade.

O que existe e não está em Jesus Cristo no que ele se manifestou em carne à criação, deixará de ser.

O Sol até hoje tem estado sobre o justo e o injusto, mas quando se pôr e então vier a noite, sua luz estará somente no coração daqueles que creram e fizeram com que a Luz resplandecesse e habitasse em seus corações, dentro de si mesmos, em meio as trevas.

Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo.

2 Corintios 4:6

[O Sol da justiça é Deus. Só por meio da fé em Cristo seu Espírito faz morada dentro dos homens que, por si mesmos, estão todos em trevas]

Tudo se corrompeu. Toda criação ficou sujeita a vaidade.

.

“A ardente expectativa da criação aguarda a revelação dos filhos de Deus.

Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.  Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora.”

Romanos 8:19

.

E se a Criação não fosse liberta da corrupção serviria para sempre aquilo pelo qual foi vencida.  Se perderia e seria consumida juntamente.

.

“prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção, pois aquele que é vencido fica escravo do vencedor.”

2 Pedro 2:1

Porque só o que está em Deus permanecerá e será. O que está fora Dele deixará de ser.

Jesus Cristo refaz toda a Criação agora no seu corpo. Resgatando-a da corrupção, ao vencer aquilo que a tinha vencido: a vaidade e a corrupção; pagando sua dívida pela justiça na sua Cruz, no resgate dos homens.

Por isso, na sua cruz consumou todas as coisas. E justificou para todo sempre tudo o que haverá de ser com Ele.

.

“Quando, pois, Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado! E, inclinando a cabeça, rendeu o espírito.”

João 19:30

.

Fazendo para si mesmo um corpo do que tinha de mais frágil no que criou (pois veio como filho do homem, o ser mais frágil frente a todos os seres celestiais), torna este corpo no que há de mais puro e glorioso em toda criação. Muito mais excelente de tudo o que se pode nomear.

Por isso recebe a devida glória, não tendo se sujeitado ao pecado e corrupção debaixo da qual veio, vence toda corrupção, gerando em si mesmo um corpo Santo, incorruptível; uma Terra Santa (pois seu corpo feito à semelhança do nosso, que veio do pó da terra, torna-se a Nova Terra de onde tudo se gerará sem corrupção), muito mais excelente até do que os próprios céus e os que neles habitam.

Assim que Dele mesmo, Jesus Cristo, nascerá os novos céus e nova terra, conquistados pela  justiça na sua carne.

.

Com efeito, nos convinha um sumo sacerdote como este, santo, inculpável, sem mácula, separado dos pecadores e feito mais alto do que os céus

Hebreus 7:26

.

Ele tudo consuma em si mesmo.

Atraí para si todas as coisas, ao ser glorificado no Pai novamente.

.

“Chegou o momento de ser julgado este mundo, e agora o seu príncipe será expulso.

E eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim mesmo.”

João 12:31-32

“Quando, porém, todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então, o próprio Filho também se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.”

1 Coríntios 15:28

“e, agora, glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eu tive junto de ti, antes que houvesse mundo.”

João 17:5

.

Pois tendo se aniquilado da própria glória, veio em carne como servo e, como cordeiro se entregou por amor, sendo morto na cruz pelos pecados que não eram seus.

Pagou o pecado de muitos que Nele creram.

Justificou suas dívidas para com Deus.

Reconciliando-os no Corpo da sua carne, Corpo agora glorificado, depois de ressuscitado ao terceiro dia.

.

“agora, porém, vos reconciliou no corpo da sua carne, mediante a sua morte, para apresentar-vos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis

Colossenses 1:22


.

A ponto de nos fazer imagem e semelhança de Deus Nele, no glorioso e poderoso Filho Unigênito de Deus.

.

“o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as coisas”.

Filipenses 3:21

[Pois quando Ele vier, nem mesmo teremos mais esse corpo pecaminoso e mortal, mas receberemos do seu próprio Corpo glorificado, assim como já recebemos do seu próprio Espírito]

Estaremos com Ele e Nele eternamente, como sua Igreja, seu Corpo.

Como disse Deus, em sombra do que haveria de vir em Cristo, que, quando um homem e uma mulher se juntam se fazem uma só carne para Ele, assim também nós, a Esposa de Jesus Cristo, sua Igreja, seremos com Ele uma só carne, um só Corpo do qual Ele é a cabeça. Para isso já testifica o penhor do Espírito que Dele recebemos.

.

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.

Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.

E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.

Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho. …

…Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”

João 14:1

.

Estávamos perdidos e não tínhamos morada com Deus (Mt 8:20).

Depois que seu sopro de vida terminasse em nós, restaria apenas o juízo de nossos atos pecaminosos.

Mas agora em Cristo Jesus, somos feitos filhos de Deus, herança de Deus, premissas Suas sobre toda a Criação.

Partes do próprio Corpo de Cristo. Na justiça de Cristo. Onde nenhum de nós tem algum mérito nisso, senão a justificação pela fé.

.

“Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado.

Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre.

Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.”

João 8:34-36

“E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.”

Gálatas 3:11


.

Do mais, em todos os tempos, de todos os lugares, tudo deixará de ser.

Todos os anjos que se rebelaram contra Aquele que os criou, toda malícia, toda alma que viveu para o seu próprio fôlego, rastejando sobre o próprio ventre,  existindo para si mesmo…

.

[“O destino deles é a perdição, o deus deles é o ventre, e a glória deles está na sua infâmia, visto que só se preocupam com as coisas terrenas.” Filipenses 3:19 ]

Todos juntos deixarão de ser, num vazio eterno; num buraco onde o nada já seria alguma coisa.

Serão ali excluídos do que existe em Deus, por toda eternidade. Uma vez que negaram ao Criador e Seu Filho Jesus, agora serão negados e excluídos de Deus totalmente (que está em tudo e é tudo, com de Si mesmo diz: “Eu sou o que sou” ).

Consumindo-se em si mesmos para sempre, com fogo por dentro e por fora que não se apaga.

Pois o juízo e a justificação são claros:

Aos que negam:

“Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.

Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus.”

Mateus 10: 32-33

E aos que se rendem à tamanha graça e amor:

Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.”

João 6:37

De tamanha reconciliação em Jesus Cristo está dito:

“Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste.

Ele é a cabeça do corpo, da igreja.

Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia,

porque aprouve a Deus que, nele, residisse toda a plenitude

e que, havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus.

E a vós outros também que, outrora, éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras malignas,

agora, porém, vos reconciliou no corpo da sua carne, mediante a sua morte, para apresentar-vos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis,

se é que permaneceis na fé, alicerçados e firmes, não vos deixando afastar da esperança do evangelho que ouvistes”

Colossenses  1:17


A este Deus reconciliador, de paz e justiça, esperança dos seus pequeninos, seja dada toda honra e toda a glória, para todo o sempre, Amém!

Alan Z. Maia.

almzm@hotmail.com

<!–[if !mso]>
Anúncios

Sobre Alan De Zoppa Maia

Missionário e servo de Jesus Cristo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 13 de julho de 2010 por em Exortações e marcado , , .

Mensajes en Castellano:

Junte-se a 1.783 outros seguidores

google-site-verification: googled8bd3413ab582730.html

  • 134,014 Visitas

Nossas Páginas

%d blogueiros gostam disto: