Evangelho do Reino de Jesus Cristo

"E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim." Mt 24:14

Dia de Natal

manjedoura

.

Dia de Natal…

Dia natalício, de nascimento de alguém.

De alguém que nasceu há um pouco mais que dois mil anos, porém que não passou a existir só naquele tempo.

Diz as Escrituras que os seus dias são desde a eternidade. Os dias deste menino que nasceu em Belém:

“E tu, Belém-Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.”

Miquéias 5:2

Diz também que Ele é o Pai da eternidade. Que  a própria eternidade nasce Dele:

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz

Isaías 9:6

Mesmo muitos dos seus, os judeus, a dois mil anos atrás não entenderam isso:

“Perguntaram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinqüenta anos e viste Abraão?

Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade eu vos digo: antes que Abraão existisse, EU SOU.

Então, pegaram em pedras para atirarem nele; mas Jesus se ocultou e saiu do templo.”

João 8:57

E durante os séculos que se seguiram, até os dias de hoje, outros muitos continuaram não entendendo. Porque não crêem.

Quando os anjos, os céus, as estrelas, a terra e tudo o que nela há foram criados… Ele já estava lá com Deus:

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.

Ele estava no princípio com Deus.”

João 1:1

E Ele era o próprio Deus.

“…e o Verbo era Deus.”

E então tudo o que foi feito, por Ele se fez.

“Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.”

João 1:3

Mas a Dois Mil anos o que acontecia era que…

.

Em Belém uma virgem concebia e dava à luz um filho, Jesus Cristo,  e  então todas as antigas profecias se cumpriam.

Pois aquele menino era a promessa de Deus feita pelos seus profetas desde a antiguidade.  Agora, Ele mesmo se fez carne!

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.”

João 1:14

O Filho Único de Deus se fez como “filho do homem” para que NÓS…

OS FILHOS DOS HOMENS…

pudéssemos sermos feitos  FILHOS DE DEUS.

Por meio DELE.

“Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens

Pois, como diz as Escrituras, se há necessidade de sermos feitos é porque não o somos naturalmente, sem crer na Esperança que veio, no Messias. Mas agora, pela fé, podemos ser.

Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.

Mas, a todos que o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome;

os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.”

João 1:11-13

Pois ninguém poderia ser transformado num filho de Deus sem Justa justificação. Porque Deus é Santo e Justo. Não aceita a injustiça, não justifica o erro, o  pecado, sem que seja paga toda sua dívida.

É Ele mesmo que diz que todos os homens, sem exceção, pecaram! E por consequência estão DESTITUÍDOS da Sua glória.

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”

Romanos 3:23

Diz também que perto da Sua Santidade, todos os nossos atos de justiça são como trapo de imundícia diante da sua Face.

“Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades, como um vento, nos arrebatam.”

Isaías 64:6

Assim, como que nós que não temos buscado Sua Santidade, que temos cometido tantas falhas, mentiras, iras, egoísmos no coração…   como que poderíamos merecer aquilo que Ele prometeu aos homens no seu amor?

A Reposta é:

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós”

Por isso, Deus se fez carne, e habitou entre nós. E vimos a Sua glória.

Pois,

se fez carne…

para pagar

na sua própria carne

a dívida do pecado que cometemos na

nossa carne.

Tudo em justa retribuição dos nossos pecados.

Tudo para que, pela fé na Sua justiça por nós, fôssemos livres da ira de Deus contra o pecado.

Sendo descartadas agora nossas auto-justificações, através do sincero ARREPENDIMENTO, para então aceitar a justiça que vêm de Jesus Cristo, e só a Dele por nós.

Por isso que está Escrito que “o justo viverá pela fé” . Porque é pela fé em Jesus Cristo que somos tidos por justo diante de Deus. Pois em carne, Ele é o único Justo. E agora o justificador de quem Nele crê.

Não existe maior prova do amor de Deus em toda sua Criação, diante de todos os séculos, do que ter entregue seu único Filho para morrer por nós.

Ou se crê nisso e somos impactados pela certeza do seu amor e do seu perdão, ou tudo não passará de uma história em nossas mentes e corações. Com a ira de Deus pelo pecado permanecendo sobre nós.

Mas, se assim crermos nasce em nossos corações, pela fé, a certeza de que Jesus Cristo ressuscitou no terceiro dia.

E Ele é nossa esperança viva hoje! Porque ressuscitou em carne, está vivo!

Para agora ser presente nas vidas dos que creem e garantir nossa Salvação.

Segundo o eterno amor de Deus.

“Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados”

Colossenses 1:13

Amém.

Alan De Zoppa Maia

almzm@hotmail.com

Anúncios

Sobre Alan De Zoppa Maia

Missionário e servo de Jesus Cristo

3 comentários em “Dia de Natal

  1. Vendramini
    12 de dezembro de 2010

    Caro Amigo Autor.

    Muito obrigado por trazer esclarecimentos de caráter bíblico,ou seja a Palavra genuina, que nos traz vida e conhecimento.
    Só para lembrar a nós mesmos Oseias diz:
    (Capítulo 4 e Versículo 6)
    O meu povo perece por falta de conhecimento.
    E o que me deixa ainda mais feliz é que todos os seus argumentos bíblicos e não teológicos apontam a uma só única pessoa;
    JESUS CRISTO.
    Enfim, amado irmão gostei muito da postagem
    Tenho certeza que surtirá efeitos em vidas,
    Pois a fé como várias vezes mencionada no texto que lemos, vem por ouvir e ouvir a palavra de (Deus).
    Abraço.
    vendramini@corretorlopes.com.br
    Fone:8409-0358

  2. nanda
    28 de dezembro de 2010

    ola
    anda meio sumido…
    Gostei do post, realmente Jesus nasceu, vive e cresce em nossos coraçoes a cada dia!
    Ele é a prova viva de que Deus se importa, e ha uma grande difernça entre conhece-lo e apenas saber que Ele existe, é o que separa expectadores, daqueles que realmente participam de sua vida!
    a paz
    nanda
    =D

  3. Evangelho do Reino de Jesus Cristo
    29 de dezembro de 2010

    Glória a Deus Fernanda. Tem razão, a Porta existe para que possamos entrar por Ela, não apenas para sabermos que Ela existe e ainda sim ficar de fora.
    Jesus é a porta do Reino dos Céus.
    A Paz do Senhor Jesus esteja sempre contigo minha irmã e amiga.
    Alan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 10 de dezembro de 2010 por em Exortações e marcado , , , , .

Mensajes en Castellano:

Junte-se a 1.816 outros seguidores

google-site-verification: googled8bd3413ab582730.html

  • 144,580 Visitas

Nossas Páginas

%d blogueiros gostam disto: