Evangelho do Reino de Jesus Cristo

"E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim." Mt 24:14

Quem são a duas testemunhas do Apocalipse?

2testemunhas

Apocalipse 11

“11:1 Foi-me dado um caniço semelhante a uma vara, e também me foi dito: Dispõe-te e mede o santuário de Deus, o seu altar e os que naquele adoram;

11:2 mas deixa de parte o átrio exterior do santuário e não o meças, porque foi ele dado aos gentios; estes, por quarenta e dois meses, calcarão aos pés a cidade santa.

 11:3 Darei às minhas duas testemunhas que profetizem por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de pano de saco.

11:4 São estas as duas oliveiras e os dois candeeiros que se acham em pé diante do Senhor da terra.

11:5 Se alguém pretende causar-lhes dano, sai fogo da sua boca e devora os inimigos; sim, se alguém pretender causar-lhes dano, certamente, deve morrer.

11:6 Elas têm autoridade para fechar o céu, para que não chova durante os dias em que profetizarem. Têm autoridade também sobre as águas, para convertê-las em sangue, bem como para ferir a terra com toda sorte de flagelos, tantas vezes quantas quiserem.

11:7 Quando tiverem, então, concluído o testemunho que devem dar, a besta que surge do abismo pelejará contra elas, e as vencerá, e matará,

11:8 e o seu cadáver ficará estirado na praça da grande cidade que, espiritualmente, se chama Sodoma e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado.

11:9 Então, muitos dentre os povos, tribos, línguas e nações contemplam os cadáveres das duas testemunhas, por três dias e meio, e não permitem que esses cadáveres sejam sepultados.

11:10 Os que habitam sobre a terra se alegram por causa deles, realizarão festas e enviarão presentes uns aos outros, porquanto esses dois profetas atormentaram os que moram sobre a terra.

11:11 Mas, depois dos três dias e meio, um espírito de vida, vindo da parte de Deus, neles penetrou, e eles se ergueram sobre os pés, e àqueles que os viram sobreveio grande medo;

11:12 e as duas testemunhas ouviram grande voz vinda do céu, dizendo-lhes: Subi para aqui. E subiram ao céu numa nuvem, e os seus inimigos as contemplaram.

11:13 Naquela hora, houve grande terremoto, e ruiu a décima parte da cidade, e morreram, nesse terremoto, sete mil pessoas, ao passo que as outras ficaram sobremodo aterrorizadas e deram glória ao Deus do céu.

11:14 Passou o segundo ai. Eis que, sem demora, vem o terceiro ai.”

Quem são as duas testemunhas do Apocalipse?

Muito pouco se sabe sobre as figuras das duas testemunhas relatadas em Apocalipse 11. Muitas são as teorias e os estudos, alguns que tateiam, mas nenhum com precisão e acerto. E o por quê?

Por que é uma profecia que deveria ser revelada no momento certo, no tempo próximo da volta de Jesus Cristo, assim como o Elias que haveria de vir – João Batista (Ml 4:5) – foi revelado na preeminência da vinda do Messias, um pouco antes, como quem se antecipa um passo a frente do rei para anunciar com trombeta os passos da sua entrada.

“Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele.

Porque todos os Profetas e a Lei profetizaram até João.

E, se o quereis reconhecer, ele mesmo é Elias, que estava para vir. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.” Mateus 11:12-15

Por isso João foi chamado pelo Senhor de, até então, o maior de todos os profetas:

“Em verdade vos digo: entre os nascidos de mulher, ninguém apareceu maior do que João Batista; mas o menor no reino dos céus é maior do que ele.” Mateus 11:11

Porquanto todos os profetas anunciaram a manifestação daquele que haveria de vir, vendo a promessa de longe (Hb 11:13 ; 2Co1:20), este agora, anunciou sua vinda manifesta com a chegada do Reino de Deus;  sendo precursor dos passos do próprio Verbo em carne, para espanto dos anjos, escândalo dos judeus e loucura do mundo greco-romano.

No entanto, em nossos dias, é revelado também este mistério. Longe de ser o centro dos acontecimentos que se seguem em Apocalipse e que apontam para o Messias, mas que, novamente, só Lhe prepara o caminho.

_____________________

– As duas testemunhas são alegóricas?  

São as duas alianças: a da Lei na letra com os Judeus e da graça e do Espírito em Cristo?

Não.

Pois está escrito:

“porquanto esses dois profetas atormentaram os que moram sobre a terra.”

e

“Então, muitos dentre os povos, tribos, línguas e nações contemplam os cadáveres das duas testemunhas, por três dias e meio, e não permitem que esses cadáveres sejam sepultados.”

Apocalipse 11:9

Ora, a Palavra diz literalmente “dois profetas” e que diante da batalha com a besta tem o “cadáver” exposto por três dias e meio.

Portanto,

São dois homens e profetas. Ainda que, sim, há uma relação com as duas alianças espiritualmente.

____________________

– São Moisés e Elias?

Não.

Apesar de fazerem os sinais que estes dois fizeram, e sabendo também que Elias e Moisés apareceram posteriormente no monte da transfiguração com Jesus, não, não o são.

“Elas têm autoridade para fechar o céu, para que não chova durante os dias em que profetizarem. Têm autoridade também sobre as águas, para convertê-las em sangue, bem como para ferir a terra com toda sorte de flagelos, tantas vezes quantas quiserem.” Apocalipse 11:6

 

Da mesma forma diziam no tempo de Jesus, que o próprio Elias haveria de vir novamente, em sua pessoa:

“Mas os discípulos o interrogaram: Por que dizem, pois, os escribas ser necessário que Elias venha primeiro?” Mateus 17:10

Porém o que vimos foi o Espírito da profecia (Ap 19:10) que repousava sobre Elias e depois sobre Eliseu, vindo em porção maior em João Batista, para testemunho Daquele que É e haveria já de se manifestar.

“Prostrei-me ante os seus pés para adorá-lo. Ele, porém, me disse: Vê, não faças isso; sou conservo teu e dos teus irmãos que mantêm o testemunho de Jesus; adora a Deus. Pois o testemunho de Jesus é o espírito da profecia.” Apocalipse 19:10

Inclusive, espírito este que haveria de no fim do tempos se manifestar novamente.

“Então, Jesus respondeu: De fato, Elias virá e restaurará todas as coisas. Eu, porém, vos declaro que Elias já veio, e não o reconheceram; antes, fizeram com ele tudo quanto quiseram.” Mateus 17:11-12

 

E aqui está a relação das duas testemunhas com Moisés e Elias, pois o espírito da profecia dá testemunho de Jesus. E este mesmo espírito se manifestará novamente em porção sobressalente nas duas testemunhas.

E assim como aqueles dois ungidos de Deus testemunharam a Cristo Jesus na Lei e nos Profetas, reciprocamente Moisés e Elias, assim eles novamente Lhe testemunharam no monte da transfiguração, quando aparecem a Jesus Cristo transfigurado, deixando claro nesta ocasião que eram suas testemunhas também (Mateus 17).

“Porque todos os Profetas e a Lei profetizaram até João.”

Ali no monte, mesmo diante da má interpretação de Pedro e da resposta  que então obteve de Deus, nos esclarece ainda mais que, ambos, eram também apenas testemunhas do Senhor, digo Moisés e Elias, a Lei e as Profecias.

“E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele. Então, disse Pedro a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, farei aqui três tendas; uma será tua, outra para Moisés, outra para Elias. Falava ele ainda, quando uma nuvem luminosa os envolveu; e eis, vindo da nuvem, uma voz que dizia:

Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; a ele ouvi.

Ouvindo-a os discípulos, caíram de bruços, tomados de grande medo. Aproximando-se deles, tocou-lhes Jesus, dizendo: Erguei-vos e não temais! Então, eles, levantando os olhos, a ninguém viram, senão Jesus.” Mateus 17:3-8

Pois no que Pedro, aterrado de espanto, sugere que fiquem ali e ele possa fazer três tendas: uma para Jesus, outra para Elias e outra para Moises, uma voz vinda do céu responde, em meio a uma nuvem: “Este é o meu filho amado, à Ele ouvi

Dizendo com isto:

Não há três moradas para os homens se refugiarem e habitarem. Não há morada para vocês na Lei de Moisés, nem nas profecias. Mas uma, e uma só é minha morada e o meu tabernáculo para com os homens: O Corpo do meu Filho Unigênito Jesus. A Ele agora vocês devem ouvir.

Como a respeito da morada de Deus com os homens e dos homens com Deus está escrito:

“Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça.” Mateus 8:20

(nenhum filho do homem tinha morada feita, antes que o Senhor preparasse Nele mesmo –  ver também João 14:2-3)

_____________

“Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo. Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles.” Apocalipse 21:2-3

(A Cidade Santa, Nova Jerusalém => é a Noiva do Cordeiro => que é o tabernáculo de Deus com os homens => que é a Igreja => que é o Corpo de Jesus.  Nós em Cristo e Cristo em nós)

 _____________

 “Jesus lhes respondeu: Destruí este santuário, e em três dias o reconstruirei. Replicaram os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este santuário, e tu, em três dias, o levantarás? Ele, porém, se referia ao santuário do seu corpo.” João 2:19-21

 _____________

“também o SENHOR te faz saber que ele, o SENHOR, te fará casa. Quando teus dias se cumprirem e descansares com teus pais, então, farei levantar depois de ti o teu descendente, que procederá de ti, e estabelecerei o seu reino. Este edificará uma casa ao meu nome, e eu estabelecerei para sempre o trono do seu reino.” 2 Samuel 7:11-13

 (Deus fala para Davi que Ele mesmo faria uma casa para ele, e depois diz que seria o seu descendente, “o filho de Davi”. Isso porque ambos são o mesmo: o SENHOR e o Filho de Davi, isto é, Jesus em carne. Salomão em sua obra era uma sombra daquilo que faria o verdadeiro Descendente)

_____________

“O meu tabernáculo estará com eles; eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. As nações saberão que eu sou o SENHOR que santifico a Israel, quando o meu santuário estiver para sempre no meio deles.” Ezequiel 37: 27-28

_____________

Pois bem, “o Verbo se fez carne e habitou entre nós”, vai muito além do que já foi entendido até hoje e mesmo do que está sendo revelado nestes dias.

Por tal motivo ambos some após essa revelação do céu, Moisés e Elias, perdurando com os apóstolos no monte somente Jesus.

E aqui nos é passado novamente outro entendimento: o testemunho de Jesus dado pela lei e pelos profetas, agora seria passado para os apóstolos, as testemunhas de Deus que se seguiriam, só que com a revelação do evangelho de Deus em seu Filho para toda criação. (por isso estavam em três, pois duas ou três testemunhas confirmam todo fato).

“Uma só testemunha não se levantará contra alguém por qualquer iniquidade ou por qualquer pecado, seja qual for que cometer; pelo depoimento de duas ou três testemunhas, se estabelecerá o fato.” Deuteronômio 19:15

“A seguir, Jesus lhes disse: São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco: importava se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos. Então, lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras” Lucas 24:44-45

O porquê das duas testemunhas

Nesse mistério está a explicação do porque duas testemunhas.

Como a lei pedia e o próprio Senhor Jesus testemunhou (Ap1:5 e Jo 8:17,18), também para o Juízo do fim dos tempos é necessário novamente um testemunho de dois ou mais que viram e ouviram, e deram testemunho do que viram para que se estabeleça todo Juízo.

Por isso diante delas há algo mais importante que as duas testemunhas: O próprio testemunho que carregam.

É o testemunho que carregam que revela o porquê delas e o que será desencadeado diante de seu testemunhar.

 Por isso que aquele trecho da carta da Apocalipse se inicia com um livrinho sendo entregue ao apóstolo João por um grande Anjo do Senhor e sendo pedido para que se meça o templo o altar e os que nele adoram, e se deixe o átrio exterior para ser entregue.

“A voz que ouvi, vinda do céu, estava de novo falando comigo e dizendo: Vai e toma o livro que se acha aberto na mão do anjo em pé sobre o mar e sobre a terra.  (9)  Fui, pois, ao anjo, dizendo-lhe que me desse o livrinho. Ele, então, me falou: Toma-o e devora-o; certamente, ele será amargo ao teu estômago, mas, na tua boca, doce como mel” Apocalipse 10:8-9 

E logo em seguida nos versículos que se seguem Deus já fala das suas duas testemunhas como sendo a continuação de uma mesma palavra, de uma mesma profecia.

E de fato o é, pois não se refere apenas ao apóstolo João, mas aos seus profetas no dia do Senhor com o “rolo” dos seus mistérios no ventre e na boca. Rolo e revelações que terão desatados seus selos em porções nunca abertas agora nas duas testemunhas; no testemunho do que viram e ouviram de Deus.

O  Testemunho que carregam e a profecia

Sombra em Zorobabel e Joshua

A cana entregue, vara de referência com a qual se medirá o templo sagrado, o altar e os que nele adoram a Deus, revela o porquê as duas testemunhas são profetizadas e assemelhadas a Zorobabel e Joshua no livro do profeta Zacarias. Pois lá está escrito:

“Prossegui e lhe perguntei: que são as duas oliveiras à direita e à esquerda do candelabro? Tornando a falar-lhe, perguntei: que são aqueles dois raminhos de oliveira que estão junto aos dois tubos de ouro, que vertem de si azeite dourado? Ele me respondeu: Não sabes que é isto? Eu disse: não, meu senhor. Então, ele disse: São os dois ungidos, que assistem junto ao Senhor de toda a terra.” Zacarias 4:11-14

E aqui:

“Darei às minhas duas testemunhas que profetizem por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de pano de saco. São estas as duas oliveiras e os dois candeeiros que se acham em pé diante do Senhor da terra.” Apocalipse 11:3-4

Pois também aqueles ungidos de Deus, foram levantados para reconstruir o templo do Senhor. Foram despertados para estender o cordel e a cana sobre a última casa (Ageu 2).

E o que se sucedeu com eles, em sombra, se dará em realidade com as duas testemunhas neste fim dos tempos, coisa que a lei e os profetas (as duas alianças) também buscaram edificar, apontando para a manifestação que viria de Deus entre os homens: Emanuel, Jesus Cristo. Agora, porém, com as duas testemunhas, será na reedificação do templo verdadeiro em Cristo.

“Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?” 1Co 6:19 

(aos que são Igreja de Jesus)

Tão como a retirada do seu povo do exílio babilônico, para reunião em Jerusalém.

Sombra em Ciro e Dario

Não é sem motivo também que as duas testemunhas são comparadas a Ciro e Dario, mesmo antes da manifestação destes, já no livro do profeta Daniel, quando o carneiro com os dois chifres representando o império Medo-Persa, luta com o bode de um chifre e perde, profetizando a sucessão do império Medo-persa pelo Grego, mas também, como ondas de profecia que repercutem para um centro, já em Daniel está sendo dito literalmente do anticristo.

“…e disse: Eis que te farei saber o que há de acontecer no último tempo da ira, porque esta visão se refere ao tempo determinado do fim.

Aquele carneiro com dois chifres, que viste, são os reis da Média e da Pérsia; mas o bode peludo é o rei da Grécia; o chifre grande entre os olhos é o primeiro rei; o ter sido quebrado, levantando-se quatro em lugar dele, significa que quatro reinos se levantarão deste povo, mas não com força igual à que ele tinha.

Mas, no fim do seu reinado, quando os prevaricadores acabarem, levantar-se-á um rei de feroz catadura e especialista em intrigas.

 Grande é o seu poder, mas não por sua própria força; causará estupendas destruições, prosperará e fará o que lhe aprouver; destruirá os poderosos e o povo santo.

Por sua astúcia nos seus empreendimentos, fará prosperar o engano, no seu coração se engrandecerá e destruirá a muitos que vivem despreocupadamente; levantar-se-á contra o Príncipe dos príncipes, mas será quebrado sem esforço de mãos humanas.” Daniel 8:19-25

Ora, Dario e Ciro, viveram na época do anticristo?

Claro que não.

Então como que o Espírito Santo por meio de Daniel profetiza daqueles impérios e ao mesmo tempo do tempo do fim, com os mesmos personagens?  Pois está escrito:

“Eis que te farei saber o que há de acontecer no último tempo da ira, porque esta visão se refere ao tempo determinado do fim.”

Porque os dois chifres do carneiro representam as duas testemunhas, que serão cortadas pelo anticristo, o chifre do bode.

O carneiro, como o cordeiro, representa o corpo do Senhor: sua Igreja.

Por isso que diz junto que o bode destruiria o povo santo. (fisicamente e não espiritualmente. Pois as portas do inferno da não podem prevalecer contra a Igreja em Cristo, isto é, no homem interior. Por isso pode haver aflição e perseguição, como houve com os apóstolos que foram mortos e na história com tantos irmãos sem, no entanto, haver derrota nos céus)

O bode: corpo de satanás com os homens: corpo da besta

Os chifres são expressões de poder de ambos animais.

Assim,

Ciro e Dario, enquanto lideranças levantadas para libertar o povo de Deus do cativeiro da Babilônia, e apoiar a reconstrução do Templo do SENHOR;

Zorobabel e Josué, enquanto lideranças levantadas para reconstruir o tempo de Deus destruído;

Moisés e Elias, enquanto representantes da Lei e da profecia testemunhando a Jesus Cristo de Gênesis a Malaquias, com sinais e prodígios na terra;

São sombras do que será com as duas testemunhas. Dão todos juntos os sinais e as características do testemunho final e das duas testemunhas, levantadas por Deus nesse tempo final.

Pois também ainda hoje Babilônia existe espiritualmente, Babilônia que diante do Testemunho receberá juízo, sendo transformada pela legalidade da negação do que está para ser revelado, em todo mundo pelas duas testemunhas, de grande meretriz (Ap 17) para uma grande cidade agora chamada Sodoma e Egito. (perversão moral e escravidão com Satanás)

“Veio um dos sete anjos que têm as sete taças e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei o julgamento da grande meretriz que se acha sentada sobre muitas águas…” Apocalipse 17

“e o seu cadáver ficará estirado na praça da grande cidade que, espiritualmente, se chama Sodoma e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado.” Ap 11:8

Havendo grande separação entre luz e trevas nestes dias, quando então pela junção e desmascaramento das trevas o corpo da besta subirá dos abismos e “parecerá” ter vencido o testemunho de Deus em seus profetas.

Mas, depois dos três dias e meio , um espírito vindo da parte de Deus as ressuscita, e as duas testemunhas são arrebatadas aos céus, havendo após isso um grande terremoto, pois que agora, está rachado, abalado, mudado o eixo da situação da humanidade e da criação perante seu criador. Então, depois deste segundo ai, já o mundo conhecido nunca será o mesmo. 

(simbolizando tanto estes três dias e meio quanto os mil duzentos e sessenta dias de profecia, os três tempos e meio primeiros, da última semana de Daniel 9:27)

“Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele.” Daniel 9:27

 

E o ressuscitar delas indica que o testemunho e a Palavra prevalecerão sobre toda afronta maligna e eternamente.

Nisso, muito mais teríamos de falar, pois que tudo isso é apenas para chegar diante do que será o testemunho final, na preeminência da volta de Jesus Cristo.

O mistério do testemunho está na cana entregue, nas medidas do templo, do altar, e dos que nele adoram, como também na entrega no átrio exterior do templo.

Ora, diante disso, certas coisas deve a alma dos filhos de Deus investigar. com todo zelo e minúcia nestes dias para não serem pegos de surpresa e enganados pelas suas próprias convicções de homens (e não de Deus) e lançados em perdição por tamanha sedução que se estabelece e se estabelecerá ainda mais sobre toda carne para engano:

– O que é o Templo de Deus hoje?

– O que é o altar do Senhor?

– Quem são os que nele adoram?

– Que vara ou varonilidade tem a medida com a qual se possa medir estas coisas?

– O que é o átrio exterior do templo e quem são os gentios neste nosso tempo da graça de Deus pelo evangelho do Seu Filho?

– Babilônia, Sodoma e Egito espiritual, o que é e onde está?

Nestas respostas estão os esclarecimentos que a Igreja de Cristo na terra precisa para:

– suportar os tempos que virão e que, na verdade, já neles entramos

e

– receber, favoravelmente, o testemunho das testemunhas, dos dois profetas do Senhor levantados nos últimos tempos para revelar Seus mistérios, para esclarecer, alimentar e libertar o seu  povo da rede da besta, preparando-os para a grande batalha contra o anti-cristo, em sua sedução sobre toda carne.

Jesus Cristo cuide de todos nós, aqueles que foram escolhidos para com Ele habitar eternamente, e nos livre de todo espírito de engano, com a máxima de que: as ovelhas conhecem a voz do Seu pastor, pois conhecemos um novo cântico, de amor entre a Noiva e o Noivo.

Quem assim seja, amém.

Mas quem não ouve, como subsistirá a tais tempos?

(ver a continuação da revelação sobre as duas testemunhas e o testemunho)

Anúncios

Sobre Alan De Zoppa Maia

Missionário e servo de Jesus Cristo

5 comentários em “Quem são a duas testemunhas do Apocalipse?

  1. André Luis Lenz
    11 de abril de 2013

    Excelente estudo, Alan! Você revisitou todo o roteiro bíblico do contexto que envolve a questão. Só que, ao iniciar a leitura, eu pensei que você realmente, finalmente, iria responder a essa questão: Afinal, quem são a duas testemunhas do Apocalipse? Mas, tudo bem, irmão, compreensível.

    Você já tem algum estudo focado sobre Mateus 27:52:53? Este texto é o que revela “E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.”

    Obrigado, abraço!

  2. Evangelho do Reino de Jesus Cristo
    11 de abril de 2013

    Amém André.
    Sim meu irmão, o Senhor nos deu uma palavra sobre Mt 27. Preciso ver como compartilhar.

    Do estudo e da resposta, o texto foi revisado e foram adicionadas outras revelações para esclarecer mais, certo?

    No entanto, da identidade, mais importante que a identidade pessoal das duas testemunhas é a do próprio testemunho trazido. E saber que, em meio a tanta conjectura na nossa geração, são sim, dois reais profetas num tempo determinado e com medidas e revelações num único propósito: tirar Israel do cativeiro do mundo (ainda que estejam fisicamente na instituição religiosa), ajuntar os filhos de Deus na cidade santa, reparar o altar, o templo (como em Esdras) verdadeiro, levantar os muros para que então o povo amado do Senhor possa suportar os dias que virão.

    Jesus abençoe André. Um abraço.

  3. Pingback: Duas Testemunhas Do Apocalipse: O Testemunho que darão | Evangelho do Reino de Jesus Cristo

  4. Robson Neri
    13 de abril de 2014

    Bom dia amigo.
    “Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele”.

    Boa parte do estudo foi baseado no texto acima, retirado da escritura, conforme esta colocado neste estudo,correto?, entretanto, a forma e o contexto colocado, sugere que esta palavra seja para encorajar as pessoas a “tomarem”reino dos ceus a forca. Mas se voce for analizar na perspectiva, cenario e as pessoas para as quais o salvador disse estas palavras nao condiz com a forma proposta aqui. Para comecar, o Salvador disse estas palavras para os sacerdotes do templo que enganavam o povo de todas as maneiras possiveis e uma palavra durissima contra o “aparato ministerial”daquele tempo. Pois ele disse:

    “Desde o tempo de Joao Batista, o reino dos ceus FOI tomado a forca e homens crueis se apoderaram dele”, logo depois ele fala de todas as aliancas feitas entre o Criador e a humanidade ate chegar ao Salvador e conclui:
    “Vinde, matemos o filho e tomemos sua vinha”. Agora para qual publico da sociedade o Salvador disse estas palavras?
    Estas palavras foram uma denuncia contra toda maquina cruel e enganosa que corrompe o bem e o plano do Criador para a humanidade, desde a antiguidade dominada pela instituicao ministerial do templo, desde aquele tempo ate hoje.
    Uma vez que o proprio Salvador, o filho do Criador diz estas palavras ele nao so faz uma severa critica, como tambem alerta o povo que estava ouvindo aquelas palavras, para obeservarem o que este sistema religioso e podre faz com as pessoas, enganam, iludem, falsa esperanca, falso testemunho, falsas profecias, falsas doutrinas, estes sao apenas alguns adjedivos de que realmente o reino dos ceus aqui na terra foi tomado a forca e homens violentos se apoderaram dele realmente.
    Depois de tudo dito o Salvador ainda diz:
    “Matem-me e acabem pois de completar a medida da vossa iniquidade.
    O contexto e denuncista, ao arrependimento, deixar a maldade, a impiedade, a malicia, a arquitetura do mal, o contritar a maldade para se apoderar do reino dos Ceus.
    Abc e tudo de bom

  5. Evangelho do Reino de Jesus Cristo
    25 de abril de 2014

    Não Robson. Erra em sua explicação por não conhecer as Escrituras.

    Caso queira ver a verdade deve simplesmente olhar para as Escrituras e deixar que ela mesmo lhe responda, pelo Espírito de Deus que a revela em Cristo.

    Veja, além dessa passagem que citou a veremos novamente em outro livro do Evangelho, em Lucas 16:16, o que por si só já anula essa explicação.
    Leiamos:

    “A Lei e os Profetas vigoram até João; desde esse tempo, vem sendo anunciado o evangelho do reino de Deus, e todo homem se esforça para entrar nele.” (versão Almeida, J. F. – R.A.)

    Percebe que como está escrito: “todo homem se esforça para entrar nele” já contradiz o que disse?

    No entanto, não é só isso. Para que você possa ter entendimento da Palavra nesse assunto é ainda preciso entender o que é o Reino dos Céus. De que reino Jesus está falando?

    Veja no mesmo Evangelho de Lucas, o que diz quando se trata do Reino dos céus:

    “E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o Reino de Deus, respondeu-lhes e disse: O Reino de Deus não vem com aparência exterior. (21) Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Ei-lo ali! Porque eis que o Reino de Deus está entre vós. (22) E disse aos discípulos: Dias virão em que desejareis ver um dos dias do Filho do Homem e não o vereis.” Lucas 17:20-22

    Ora, se o Reino dos céus está “entre eles”,e não vem com aparência exterior, nem dirão ei-lo aqui ou ei-lo ali,como homens maus poderiam entrar nele? Já que não é exterior?

    Como também sobre o mesmo Reino e seu Caminho está escrito:

    “E ali haverá um alto caminho, um caminho que se chamará O Caminho Santo; o imundo não passará por ele, mas será para o povo de Deus; os caminhantes, até mesmo os loucos, não errarão. (9) Ali, não haverá leão, nem animal feroz subirá a ele, nem se achará nele; mas os remidos andarão por ele.” Isaías 35:8-9

    Bem, abaixo deixarei outro artigo que vai falar a respeito e, caso queira, poderá ajudar a orientá-lo:

    http://evangeliondoreino.com/tag/portais-eternos/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 10 de abril de 2013 por em As duas testemunhas e marcado , .

Mensajes en Castellano:

Junte-se a 1.783 outros seguidores

google-site-verification: googled8bd3413ab582730.html

  • 137,925 Visitas

Nossas Páginas

%d blogueiros gostam disto: